Há uma posição para dormir melhor? E um colchão ideal? E devo dormir com ou sem almofada? Claro que o esqueleto também precisa de descansar e, para quem já tem dores de costas, uma noite de sono pode ser o suficiente para agravar as queixas

Para quem sofre de dores nas costas, dormir numa má posição poderá agravar as queixas de dor. Em média, uma noite de sono dura de 6 a 8 horas e por isso é importante que, durante esse período de descanso, as articulações, especialmente as da coluna, não sejam sobrecarregadas mecanicamente. Além disso, a posição de dormir influencia no ronco, no refluxo e até favorece o aparecimento de rugas. Deixamos as nossas sugestões.


Dormir de barriga para baixo

A posição de bruços é a menos aconselhada. Se bem que possa ajudar a controlar o “ronco”, poderá agravar ou desencadear dores a nível da região cervical, dado que o pescoço e a coluna cervical não se posicionam de forma neutral, produzindo assim uma sobrecarga mecânica, muscular e articular dessas estruturas, desencadeando dores. Se for difícil alterar esse hábito, deve procurar dormir sem travesseiro ou então dormir com um travesseiro baixo e mole.


Dormir de barriga para cima

Dormir nesta posição poderá provocar dores lombares, não sendo por esse motivo o melhor posicionamento para quem sofre de dores nessa região. Poderá ainda agravar os roncos e a apneia do sono. Se essa posição é a sua preferida, escolha um travesseiro mais baixo, permitindo que a sua cabeça, pescoço, coluna cervical e dorsal mantenham um alinhamento correto, minimizando a incidência de dores no pescoço. Sentir-se-á ainda melhor se usar um pequeno travesseiro ou rolinho em baixo dos joelhos. Isso ajudará a alinhar a bacia. A cabeça levemente elevada nessa posição também contribuirá para reduzir a azia.


Dormir de lado

Esta posição, em que o tronco e as pernas são relativamente esticados, ajuda a diminuir o refluxo esofágico do ácido contido no estômago e, como a coluna está alongada, afasta as costas e reduz a dor no pescoço. Para as grávidas, será mais indicado dormir virada para o lado esquerdo. Isso porque, além de melhorar a circulação no corpo, impede que o feto e o útero sejam pressionados contra o fígado, que está do lado direito. Além disso, dormir de lado diminui a ocorrência de ronco, porque mantém as vias aéreas abertas. Por esse motivo, também é a melhor escolha para quem tem apneia do sono. Dormir de lado, no entanto, tem uma desvantagem: pode favorecer o aparecimento de rugas, porque metade do seu rosto se encontra apoiada e faz pressão sobre o travesseiro.


O colchão ideal existe?

Na verdade, não existe o melhor colchão, mas sim o mais indicado para cada pessoa. O colchão precisa se adequar à curvatura natural do corpo, bem como à maneira de dormir de cada um. Por isso, o biótipo, o peso e outros fatores comportamentais — dormir sozinho ou acompanhado, mexer-se muito, levantar-se frequentemente — importam muito na hora de escolher o melhor colchão. Ele deve ser firme o suficiente para dar sustentação ao corpo de forma equilibrada e não se deformar com o peso.

O melhor colchão deverá ter na sua estrutura várias camadas, associando uma camada superficial fina de latex híbrido micro perfurada, garantindo firmeza, elasticidade e arejamento adequados; uma camada intermédia de espuma viscoelástica, que se ajuste aos contornos do corpo e que alivie a pressão nos ombros e na bacia garantindo contudo o não afundamento destes; finalmente uma camada profunda de espuma de suporte, mais espessa, que reforce as propriedades das camadas superiores.

A postura mantida na cama pode afetar muito mais do que apenas o sono. Uma posição para dormir inadequada favorece o desencadeamento de dor nas costas e no pescoço bem como o aparecimento de fadiga, de apneia do sono, de cãibras, de perturbação da circulação e de azia.

A melhor posição para dormir é de lado porque a coluna fica bem apoiada e numa linha contínua, evitando a dor nas costas e o stress mecânico sobre as estruturas da coluna. Mas para que essa posição seja benéfica devem usar-se dois travesseiros, um servindo de apoio ao pescoço e um outro posicionado entre as pernas.

Cada indivíduo está habituado a dormir de um determinado modo e não é problemático tentar fazê-lo noutras posições, desde que a pessoa se sinta confortável. Variar as posições durante a noite também é um bom procedimento para acordar mais descansado e sem dor na coluna ou no pescoço. No entanto sempre que se sentir desconfortável deve mudar de posição, mas sempre tendo o cuidado de manter a coluna bem apoiada durante toda a noite, ou pelo menos, na maior parte da madrugada.

Carlos Jardim,
Médico Ortopedista

Deixe um comentário