Dr. Carlos Andradecompress

Diretor clínico:

Com a especialidade de Cardiologia, Carlos Andrade está habituado a lidar com as coisas do coração mas, a função de diretor clínico exige-lhe que vá mais além.

O cargo atribui-lhe responsabilidades na promoção da boa prática clinica, devendo proporcionar as condições para uma qualidade técnica eficaz nos cuidados de saúde que prestamos.

Os processos clínicos de todos os doentes que por aqui passaram estão à sua guarda e, por isso mesmo, todo e qualquer requerimento a solicitar cópia de um processo deve ser dirigido ao diretor clínico da unidade de saúde.

Todas as suas responsabilidades e atribuições devem respeitar os princípios deontológicos, códigos de ética e legislação em vigor.

Responsável técnico:

Obrigatoriamente e, para além da licenciatura em Medicina, é exigida formação específica na área da imagiologia.

Egídio Machado é neurorradiologista e como responsável técnico pela Imagiologia / Radiologia do Centro Cirúrgico de Coimbra deve zelar pela aplicação dos protocolos e procedimentos necessários a uma boa prática, devendo, por inerência de funções, enviar o relatório anual de controlo da qualidade para a Direção Geral de Saúde.

Além da necessidade de fomentar uma prática profissional com responsabilidade e visando sempre uma melhoria contínua, este responsável tem ainda como missão organizar o funcionamento da unidade de Imagiologia, mas também aprovar os protocolos técnicos e procedimentos de acordo com o manual de boas práticas da radiologia.

Fomentar a melhoria contínua e assegurar uma prática ética, deontológica e legal são caraterísticas que estão inerentes à função de responsável técnico.

Dr. Egidio Machado-X
3 enfermeirascompress

Enfermeira diretora:

Exige-se muito para além das responsabilidades e atribuições que cabem dentro do cargo de enfermeira-diretora.

Guilhermina Rodrigues juntou a experiência que adquiriu no setor público à realidade do Centro Cirúrgico de Coimbra e, para além de uma boa articulação com a comunidade médica, é inerente ao cargo de enfermeira-diretora, a gestão dos vários setores e serviços.

Monitorizar os indicadores de qualidade e eficiência, exigidos a uma prática de cuidados de saúde orientada para a segurança e excelência, favorecer as boas relações interpessoais, assegurar um sistema de melhoria contínua e identificar os recursos necessários, são apenas algumas das suas funções.

Nas suas atribuições, ainda se deve juntar a responsabilidade máxima no desempenho dos melhores cuidados de enfermagem, planeamento estratégico e zelo pelo cumprimento do planeamento operacional, mas também o zelo pelas boas práticas nos mais variados setores e a garantia de qualidade.

O dia-a-dia exige-lhe muito mais.

Enfermeiras coordenadoras:

Estefânia Abreu (Internamento) e Sofia Mota (Bloco Operatório) representam a continuidade da garantia de segurança e da prestação dos melhores cuidados.

É-lhes exigido que garantam a melhor prática, que contribuam para a garantia da qualidade em saúde, que avaliem os fatores de segurança, que identifiquem e saibam gerir os riscos, que saibam introduzir as medidas corretivas necessárias e que façam uma boa gestão e planeamento dos cuidados que prestam.

Valorizamos a sua opinião

INQUÉRITO DE SATISFAÇÃO