Não precisa suar as estopinhas, basta uma avaliação pela equipa da Cirurgia Torácica para resolver uma qualquer situação de hiperidrose, seja palmar, axilar ou craniofacial

É normal transpirar quando fazemos exercício físico e o mesmo deve acontecer quando o calor aumenta nos longos dias de verão. É assim que o corpo arrefece e mal será se tal não acontecer. As glândulas sudoríparas existem na pele dos mamíferos e têm precisamente a função de produzirem suor, na quantidade necessária para que o corpo arrefeça.

Por vezes existe um problema de quantidade e um descontrole no sistema nervoso simpático pode desajustar esta regulação automática, pecando por excesso. É por isso que, independentemente da nossa vontade e da necessidade, algumas pessoas transpiram em demasia de forma localizada apenas nas mãos, nas axilas ou no couro cabeludo e face. A hiperidrose é isto. Uma produção excessiva de suor que causa mal-estar, desconforto, constrangimento e, consequentemente, stress.

Não existe um problema psicológico, nem a produção de suor em excesso pode ser controlada pelo próprio. Este é um problema de saúde que acaba por afetar a qualidade de vida.

O tratamento consiste numa cirurgia minimamente invasiva chamada Simpaticectomia torácica bilateral vídeo-assistida, em que é aplicado um clip de titânio no nervo simpático que vai resolver, de forma imediata e definitiva, o problema de excesso de transpiração.

A cirurgia tem uma duração aproximada de 15 minutos e é realizada em regime de ambulatório.

 

 

Leave a reply