Um vigarista ladrão é pior que um ladrão vigarista. Isto é um conceito moderno. Durante muitos anos tive a ilusão que o vigarista aproveitava a fragilidade dos outros para se governar. Apropriava-se de um qualquer bem com algum charme e não raras vezes com inteligência. O ladrão por sua vez rouba por intrusão, assalto à mão armada, ou esticão e, só se apanhado é que justifica o ato com qualquer trafulhice.


Mas, com as atuais modernices, o conceito de roubo e de ladrão mudaram. Do antigo ladrão, que roubava a rama da vassoura e lhe juntava o pau que tinha comprado e o trabalho, ou o que roubava a rama e o pau e lhe juntava o trabalho, ou mesmo o que roubava a vassoura já feita e a vendia com toda a mais-valia do roubo surgiu um novo tipo de ladrão. O que rouba o dinheiro com que a vassoura poderia ser comprada. E rouba sem pé de cabra, arma branca ou de fogo. Usa a vigarice, o prestígio, o crédito que o status lhe proporciona, as leis que não protegem o comprador da vassoura e o anonimato da empresa que não existe.

O ladrão clássico ia para a cadeia, os vigaristas ladrões estão em casa, têm direito à presunção de inocência e polícia à porta, para que o comprador da vassoura que ganhou o dinheiro a trabalhar e queria a vassoura para o mesmo fim, acredite que a polícia está ali para que o ladrão não fuja. Isto é verdade para os roubos de entidade, para as contas bancárias ou para os abusos de confiança.

Os vigaristas ladrões têm direito à justiça, os ladrões vigaristas, mesmo antes de condenados, são exibidos na praça pública pelos que deviam preservar a sua identidade até à condenação. Os vigaristas ladrões parecem ter um futuro assegurado e quando se forem confessar serão absolvidos com qualquer bênção ou irregularidade processual. Com duas tretas foi feita justiça… Mesmo que o Zé Povinho não acredite…

António Travassos
(Médico Oftalmologista)

 

Nota: Este texto foi escrito no dia 25 de novembro de 2018 e não foi publicado propositadamente naquele momento. Passados 6 meses, admitimos que continua cada vez mais atual e por isso a sua publicação.

 

 

Leave a reply