Sonhei que Deus me tinha destinado a tarefa de ajudar a recompor um puzzle… De confiança e segurança, num país adulto, organizado, onde as pessoas sentem necessidade de uma praia, de um bom vinho e de muita Luz.

Nasci e cresci em Portugal. Um país maravilhoso, mas onde andamos sempre distraídos com a justiça, a educação e a saúde. Embriagados, ouvimos o que vemos, vemos o que ouvimos, tateamos o que saboreamos e não cheiramos nada… Ignoramos a razão, o crer, o trabalho e o querer, como se o não quiséssemos.

De distração em distração, aceitamos que nos considerem como contribuintes de 1ª, cidadãos de 2ª e tolerantes universais. Mentem-nos, irritam-nos, e tratam-nos como imbecis. Dão-nos direitos para não termos deveres, fraquezas para não termos forças, saudades para não acreditarmos no futuro.

Mas nós temos um passado, que é história, temos um presente, que é incerteza e temos esperança que amanhã teremos poder…

Estamos subjugados por uma crise pandémica de ausência de valores, de respeito, de sabedoria, de crer e de acreditar. Estamos a deslaçar o presente do futuro, a democracia da confiança, a sociedade da segurança.

Mas eu quero, tu queres, nós queremos ter confiança e segurança no nosso País. Tudo depende de mim, de ti e de nós. Em democracia, a Justiça, a Educação e a Saúde dependem de nós. E este “nós” é o puzzle de pessoas, de regiões, de quereres e de creres; é cultura… E Portugal será melhor se todos nós quisermos… Tu queres? Se tu queres, ninguém pode desistir.

António Travassos
(Médico Oftalmologista)

Deixe um comentário