Um dia, um prepotente professor pergunta a um perspicaz assistente.
“Você já era capaz de fazer isto?”: “Oh professor fazer ainda não, mas ensinar já sou capaz…”

Entre a vaidade do primeiro e a irresponsabilidade do segundo há um hiato a que se chama tempo de aprendizagem.
Necessitamos de tempo para aprender a falar, caminhar…

Necessitamos de muito mais tempo para nos entendermos e de algum tempo mais para compreendermos os outros.Ter tempo e querer aprender é, provavelmente, uma das maiores dádivas da vida, ter tempo para ensinar é, muitas vezes, uma oportunidade perdida para quem não quer aprender e para quem não sabe ensinar. Por isso não quero ser Professor…

O meu tempo é precioso para continuar a aprender…

António Travassos
(médico oftalmologista)

 

 

Leave a reply